Ironman 70.3 Putrajaya, Malaysia – 2014 Recap

(For those who don’t understand portuguese, please use google translation.)

Este foi o Ironman 70.3 de 2014 e levei alguns meses até decidir escrever a crónica dado que foi de longe o mais duro e difícil das provas de Ironman. Já fiz alguns mas ainda não tinha vivido a experiencia de ultrapassar os limites e máximos da minha capacidade física, psíquica e nutricional. Já sei e todos sabemos que fazer provas destas implica riscos extremos para os atletas e competidores. Nem sempre as coisas correm bem e temos que aceitar que no dia da prova já não há muita a fazer porque tudo começa muito antes, aquando da preparação e do longo e demorado treino. Quando esta preparacão não é feita em condições o resultado poder ser bastante grave. O facilitismo e a dificuldade de coordenar os treinos e objectivos com a vida profissional, familiar e social leva muitas vezes, a algum laxismo e falso acreditar que é mais fácil do que parece. Depois inicia-se o cancelamento de treinos, a redução de carga horaria e dos longos bricks, adia-se treinos curtos (com a desculpa que mais tarde compensa-se) e tudo devido ‘a falta de tempo. E eis que no dia da prova, lembras-te destas falhas todas e sentes que o trabalho de casa não está feito e prepara-te que vais sofrer . . . sim vais sofrer e muito.

0674_14715

Também o facto de ter doado, uma semana antes, 500ml de sangue á Macau red cross, e ter terminado um tour de 5 dias de mota á ilha do Bornéu, onde fizemos mais de 1300kms, 4 dias antes do Ironman 70.3 Malásia consolidou toda a irresponsabilidade de uma preparação mal estruturada, onde o programa de treinos foi adulterado e sistematicamente reduzido conforme iam surgindo novos compromissos de vida. Basicamente foi um taper catastrófico.

Untitled-4

E assim foi, comecei a sofrer ainda em Macau, mais propriamente no aeroporto. Uma contractura muscular nas costas por estar . . . sentado no sofá e quieto?!? (Talvez o motocycle tour tenha ajudado á lesão) depois veio o avião e as dores não passaram. Ainda deu para ir ao circuito de Sepang de formula 1 (F1), com os meus amigos do Equador – Edmundo, Miguel e Rosa.

WP_20140411_006

Nessa tarde e no dia antes da prova foi so’ descanso e massagens no belo resort and spa… por sinal uma prova de Ironman muito mal organizada, talvez por ser a primeira edição em Putrajaya mas não é aceitável para uma prova com o aval da Ironman.Lda. Não houve transporte para atletas, nem teve o tradicional pasta dinner na noite antes da prova, não houve jantar de encerramento e entrega de prémios, não houve encontro nem convivio entre atletas. A única parte positiva da organização foi ter vindo o Craig Alexander, o Australiano três vezes campeão do IM Hawaii.

WP_20140412_021

PROVA

O dia começou bem cedo, às 3.30 a.m. e do pouco tempo que dormi, levantei-me sem sentir muitas dores de costas. Embora onde estava alojado estar bem localizado e mesmo em frente á linha de partida e chegada do IM, e apenas separado pelo lago artificial que envolve a zona de Putrajaya, o acesso passava por fazer 15km de táxi por entre uma encruzilhada de vias de auto-estrada até lá chegar.

A Natação seria realizada como já é habitual por várias mangas (partidas) na sequencia dos pros primeiro e a seguir os Age Group. Logo aqui começou o atrasado, os pros não sairão às 7.00 a.m. e atrasou toda a prova. O meu age group 40-44 começou às 8.25 a.m. com dia feito e muito calor. Aos 46’ sai da água, sem antes levar com mais uma cotovelada nos googles e já as cãibras nos gémeos davam sinal.

0674_16551

 

Na bike saí muito bem e com intenção de recuperar o tempo perdido na natação com uma transição (T1) rápida. O sol estava abrasador e tinha pela frente duas voltas ao embrenhado circuito de vias de auto-estrada na qual passaria duas vezes em frente ao meu resort. Posso referir que quando passei por lá na segunda volta ao km 75 pelas 12.30 p.m. mais-valia ter ficado logo no jacuzzi do hotel :). Mas comecei a ficar realmente muito mal tratado ao km 83 quando dei por mim completamente desidratado, nem os gels, nem as várias garrafas de água que bebi sem parar, pocari e coca-cola; nem mesmo os comprimidos de sal que tomei resolveram o problema das cãibras que agravavam vertiginosamente. A 5km do fim sai da bicicleta, não conseguia esticar as pernas, os músculos estavam a serem devorados pela secura corporal de encontrar energia onde já não existia.

0674_09245

Com 38 graus e para lá das 13 p.m. a sorte foi os últimos kms da bike serem um pouco a descer e fez-me chegar ao tapete vermelho da transition area (T2), mas nada fácil porque fui obrigado a desmontar e não conseguia andar, ups. O medical support chegou e informou-me que eu não poderia prosseguir. . . sem andar não se corre uma meia-maratona, por isso foi-me indicado a tenda médica para recuperar e receberes o Did Not Finish. Como bom português teimoso expliquei que iria pôr a bicicleta no guincho e já lá passava … a ver se distraia o marshal. Queria ganhar tempo e escapar-me para a run leg, e assim fui, cautelosamente sem ser visto. Já no running track fui apanhado pelos médicos e conduzido á tenda médica (ainda bem que há pessoas sensatas e no seu prefeito juízo). Fiquei lá uma hora, a soro, heart checking, com aplicações sistemáticas de cool gel, gelo e com a ingestão de muita bebida energética e açúcar. Quando me vieram tirar a pulseira do tornozelo declarando o DNF, roguei-lhes que queria continuar. Então vai agora, disseram-me . . . mal pôs-me de pé, fingi que não tinha cãibras até conseguir sair da tenda médica.

Na corrida com 40 graus, 2.30 p.m. num percurso lindíssimo de duas voltas á ilha artificial de Putrajaya e com os muçulmanos a rezarem por altifalantes com melhor som que qualquer discoteca da moda, fiz o primeiro km em 23’ e assim não ia chegar ao fim.

WP_20140412_010

Com o cut time a 8h30m e já levava 5h de prova não seria possível. As tendas no percurso tinham esgotado os cool gels, via muitos atletas deitados a sofrerem e praticamente fora de prova, os restantes pareciam drogados á procura da porção mágica, um pouco de cool gel que atenua-se as dores e bloqueio muscular. Depois mais á frente a organização resolveu simpaticamente colocar umas placa na relva com dizeres de entusiasmo e motivação aos competidores tais como ”Pain is your friend” , “Suffering is temporary, Glory is for all life.” “If you don’t try, you’ll never know” ou “You are running chasing a dream.” E a melhor foi  “If Ironman was easy, everyone would do it.” E eu foquei-me a minha mente nesta ultima placa para começar a correr e a motivação foi sendo cada vez mais forte, para gradualmente e á medida que me ia aproximando da meta as pernas relaxarem e acabei a meia-maratona a 5’20’’o km. Uma prova destas, nada tem a ver com bater recordes ou tempos de prova mas com o facto do não desistir, simplesmente isso e decididamente acabou por ser muito positivo. Os crashes and downs acontecem a todos por razões diferentes e variadas, o chamado the Wall mas nem por isso deixamos de lutar para concretizar sonhos e objectivos. Este ironman foi bastante duro e fica para a minha história.

0674_29093

E para acabar em beleza esse maravilhoso dia de domingo já pela tardinha, não havia transportes, nem públicos nem privados, nem táxis falsos para tirar os atletas dali para os seus respectivos aposentos. Ora despois disto, completamente destruído fisicamente e como não havia ninguém que me pudesse levar ao resort juntamente com a bicicleta, mais os sacos e mochila, não tive outro remédio do que, literalmente, fazer-me á auto-estrada de bicicleta !?! para percorrer 15kms até chegar ao resort. Embora tivesse ouvido muitos carros apitarem 🙂 (não percebi bem qual era o problema !?!) na Malásia não é preciso pagar portagens.  🙂

WP_20140413_001

jm

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

One Response to Ironman 70.3 Putrajaya, Malaysia – 2014 Recap

  1. César says:

    Bom relato! Força aí nesses treinos e venham mais crónicas.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s